Reformistas árabes aguardam ansiosos por Obama

Marcos Guterman

25 de novembro de 2008 | 00h17


Egípcios demandam democracia: esperança contra o medo

A promessa de mudança representada pela espetacular vitória de Obama nos EUA serve como esperança também no mundo árabe, diz o jornalista palestino Daoud Kuttab em seu blog.

Para Kuttab, a guerra ao terror liderada pelos EUA fez com que “a repressão às atividades genuinamente democráticas” no mundo árabe fosse ignorada. “Líderes árabes usaram sua aliança especial com o governo Bush na guerra aos fundamentalistas islâmicos para agir contra seus oponentes”.

Agora, diz Kuttab, há um clima de otimismo mesmo entre os céticos. “Após ver o melhor da América [na eleição de Obama], há um renovado senso de confiança ao redor do mundo na democracia de estilo americano”. Para ele, no entanto, “essa crescente confiança sobre a possibilidade de reformas políticas pode se transformar em desastre se a mudança se limitar às terras americanas”.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.