Putin implora aos russos: “Façam filhos”

Marcos Guterman

14 de fevereiro de 2012 | 10h00

A campanha presidencial de Vladimir Putin está apelando aos russos para que tenham mais filhos. Segundo suas previsões, o declínio da taxa de natalidade na Rússia indica que o país perderá 50 milhões de habitantes até 2050. Ele prometeu dar dinheiro para as russas que aceitarem ter um terceiro filho. Especialistas dizem que esse esforço é inútil – só a imigração em massa seria capaz de reverter a situação do país.

Os russos comuns ridicularizaram a campanha de Putin, segundo o Daily Mail. “Se uma mulher não quer ter filhos, nada irá mudar isso, não importa onde ele (Putin) coloque seu dinheiro”, escreveu uma eleitora em uma rede social.

Não é a primeira vez que Putin põe o sexo como tema de campanha. Para estimular os russos a prestigiar as eleições parlamentares de dezembro passado, o partido do premiê veiculou uma propaganda em que um casal de jovens se conhece e transa antes de sufragar, mostrando que votar é tão bom quanto fazer sexo. O slogan era: “Vamos fazer isso juntos”.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.