Promiscuidade engorda

Marcos Guterman

06 de novembro de 2010 | 19h15

A Dairy Management, organização criada pelo governo dos EUA em 1995 e sustentada pelas empresas do setor e pelos contribuintes, dedica-se a promover o consumo de laticínios no país. O New York Times descobriu acordos confidenciais desse grupo com o Departamento da Agricultura para deflagrar uma vigorosa estratégia de marketing para ampliar a quantidade de queijo usada em redes de restaurantes e lanchonetes. O objetivo é ajudar a indústria de laticínios ante as perdas causadas pela redução da quantidade de gordura saturada na dieta dos americanos – e o queijo é uma das principais fontes desse tipo de gordura. O caso mostra a promiscuidade do Departamento da Agricultura – justamente o órgão do governo americano responsável por zelar pela qualidade da dieta dos americanos – e as empresas do setor.

O jornal cita o caso específico da Domino’s Pizza. Mal das pernas, ela foi auxiliada pela Dairy Management para desenvolver uma linha de pizzas com 40% mais queijo – a ajuda incluiu uma injeção de US$ 12 milhões em campanha publicitária. Resultado: as vendas dispararam. No entanto, uma fatia do queijo usado na milagrosa pizza equivale a dois terços do consumo diário máximo recomendado de gordura saturada.

O esforço do Dairy Management fez o consumo médio de queijo nos EUA triplicar desde 1970, a despeito de toda a campanha do governo para reduzi-lo – na administração Obama, a primeira-dama Michelle Obama, está pessoalmente empenhada nisso. Os acordos confidenciais da organização com o governo começaram com a gestão Bush e continuam no atual. O Dairy Management recebe verbas do Departamento da Agricultura, que ainda indica integrantes para sua administração e aprova suas campanhas de marketing.

O resultado disso é que toda vez que o Dairy Management é confrontado com informações segundo as quais suas pesquisas nutricionais apresentam dados falsos ou distorcidos, a organização alega que tem o aval do Departamento da Agricultura, uma espécie de chancela sobre a qual não deveriam pairar dúvidas.

Ao New York Times, o departamento informou que a promoção de laticínios visa somente a estimular a economia agropecuária do país.

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.