Para quem acha o Speedy ruim…

Marcos Guterman

10 de setembro de 2009 | 11h38

Cansados da lentidão da internet na África do Sul, funcionários de uma empresa de tecnologia da informação no país provaram que é mais rápido transmitir dados por um pombo-correio do que pela web.

Eles mandaram um pombo do escritório da empresa para Durban, distante 80 km, levando um cartão com os dados. A “transferência” levou duas horas, seis minutos e 57 segundos – tempo suficiente para a chegada do pombo e o download dos dados. Enquanto isso, outro funcionário tentava fazer o download via internet, mas só 4% dos dados foram baixados no mesmo período.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.