Obama: pequeno ou grande?

Marcos Guterman

03 de maio de 2011 | 21h25

Na foto da “sala de situação” que mostra o alto comando americano acompanhando a operação que matou Bin Laden, Obama é o mais discreto. Está no canto, e não no centro. Está curvado, numa posição que nem de longe sugere um presidente americano chefiando uma operação decisiva. Uma imagem assim pode ser vista como um revés para Obama, mas, por outro lado, pode significar que Obama é tão forte que não precisa posar como tal.

Como nada é de graça no mundo da estratégia política, é lícito supor que a Casa Branca divulgou a foto para mostrar um presidente que deixa as luzes para os outros, por estar absolutamente seguro de seu poder.

Tendências: