Obama: EUA não serão mais a âncora do mundo

Marcos Guterman

02 de abril de 2009 | 01h11

O presidente dos EUA, Barack Obama, prometeu empenho para obter um plano consensual com o G-20 com o objetivo de combater a crise mundial que começou em terras americanas. Mas afirmou que os EUA não deverão ser mais o “voraz mercado consumidor” que ancorava a economia mundial. Segundo ele, os países em crise terão de fazer mais por si mesmos, expandindo seus mercados domésticos.

A percepção de Obama está correta, a julgar por uma pesquisa divulgada pelo Washington Post. Nela, dois terços dos americanos disseram que vão continuar cortando gastos. Cerca de 40% afirmaram que desistiram de comprar um carro novo ou de viajar nas férias nos últimos seis meses.

Outros casos são ainda mais graves. Reportagem do New York Times mostra que os americanos estão abandonando até seus iates porque não têm dinheiro para a manutenção.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.