O telemarketing de McCain: vamos estar apavorando o eleitor

Marcos Guterman

28 de outubro de 2008 | 10h41


McCain ao telefone: Obama é o diabo

A agressividade da campanha de John McCain à presidência dos EUA chegou ao telefone, com apoio explícito do candidato. Um mecanismo faz ligações automáticas para eleitores, e uma voz gravada destila uma diatribe contra Barack Obama. A seguir, os melhores momentos:

* “Você precisa saber que Barack Obama e seus aliados em Illinois se opuseram a um projeto de lei que manda os médicos cuidarem de bebês que conseguem escapar de tentativa de aborto.”

* “Barack Obama e seus colegas democratas puseram Hollywood acima da América. No mesmo dia em que nossos líderes eleitos estavam reunidos em Washington para resolver a crise financeira, Barack Obama gastou apenas 20 minutos com conselheiros econômicos, mas horas numa festa de arrecadação de fundos com celebridades de Hollywood. Onde estão as prioridades democratas?”

* “Os democratas no Congresso querem agora dar direitos civis aos terroristas.”

* “Os democratas vão implantar uma agenda de extrema esquerda se eles tomarem o controle de Washington.”

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.