O "sonho americano", agora no futebol

Marcos Guterman

25 de junho de 2010 | 00h38

Sean Gregory, colunista da revista Time, escreve entusiasmada análise sobre o desempenho da seleção dos EUA na Copa – o time acaba de se classificar num surpreendente primeiro lugar na chave que tinha os favoritos ingleses.

O texto diz que “nunca tantos americanos assistiram futebol e se interessaram tanto pelo esporte” e que, enfim, “este pode ser o ponto de virada da história do futebol nos EUA”.

A pergunta feita no título da coluna – “Os EUA podem ganhar a coisa toda?” – dá ideia do quão alto voa o “sonho americano” no soccer.

Tudo o que sabemos sobre:

Copa do Mundofutebol

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: