O jeito russo de lidar com o WikiLeaks

Marcos Guterman

03 de novembro de 2010 | 00h15

Enquanto o governo americano limitou-se a pedir que o WikiLeaks não divulgasse documentos secretos sobre as guerras no Afeganistão e no Iraque, o governo da Rússia mostrou que tem uma maneira mais, digamos, persuasiva de lidar com o mesmo problema.

Ameaçado pelo vazamento de documentos sobre o país, o serviço secreto russo mandou avisar que, com as pessoas certas, “é possível derrubar o site (do WikiLeaks) para sempre”.

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.