O jeito chavista de ler a Constituição

Marcos Guterman

06 de dezembro de 2009 | 16h21

O presidente da Bolívia, Evo Morales, deve se reeleger facilmente hoje. A jornalistas, ele disse que pode se candidatar a um terceiro mandato em 2015, embora a Constituição atual, aprovada neste ano, só permita uma reeleição.

Segundo sua leitura muito particular da lei, Evo considera que, por ter sido eleito agora, depois de aprovada a Constituição, ele tem direito a mais uma reeleição.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.