O futebol está ficando careta

Marcos Guterman

28 de setembro de 2010 | 18h24

O episódio do falso moralismo envolvendo Neymar não foi, definitivamente, um fato isolado. Mais uma prova de que o futebol está ficando careta, no pior sentido, foi dada no México, onde 13 jogadores da seleção foram punidos por participar de uma festinha que eles fizeram depois de um amistoso da equipe contra a Colômbia – consta que participaram do convescote prostitutas e travestis.

Os atletas agora ameaçam boicotar a seleção, informou o capitão do time e líder dos rebeldes, Rafa Marquez. Para ele, houve exagero por parte do coordenador da seleção, Nestor de la Torre, que puniu alguns jogadores com suspensão de até seis meses e outros com multas de quase US$ 4 mil.

“Ninguém gosta de De la Torre”, desabafou Cuauhtemoc Blanco, veterano de três Copas.

Tudo o que sabemos sobre:

futebol

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.