O charme de uma tábua

Marcos Guterman

19 de junho de 2009 | 01h17


Modelo-graveto desfila na São Paulo Fashion Week

Alexandra Shulman, a poderosa editora da Vogue britânica, deu um puxão de orelha nos mais importantes estilistas da Europa e dos EUA. Em carta, obtida pelo Times, ela os acusa de forçar as revistas de moda a escolher cada vez mais modelos com “ossos salientes e sem seios ou quadris”, dando-lhes roupas “minúsculas” para as sessões de fotos. Segundo ela, a revista costuma retocar as imagens para dar um pouquinho mais de massa para as moças.

Em tempos de modelos “tamanho zero” e anorexia adolescente, é uma iniciativa e tanto. Para a modelo Erin O’Connor, o fato de uma pessoa tão forte no mundo da moda como Shulman tocar no assunto faz com que o debate se torne “compulsório”.

Foto: Mauricio Lima/France Presse

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: