Naquele tempo era diferente

Marcos Guterman

12 de outubro de 2009 | 20h06

Anúncios americanos dos anos 50 e 60 mostram como os valores que acreditamos absolutos podem ser relativos.


Aqui, a mulher encontra seu lugar no “mundo dos homens”


Aqui, fábrica de armas oferece uma para cada membro da família


Aqui, homens tomam banho, juntinhos, com sabonete que “flutua”

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.