Mulheres: mais educadas, mais ricas

Marcos Guterman

28 de janeiro de 2010 | 01h21

Um estudo que acaba de ser publicado pelo Pew Research Center mostra que, entre 1970 e 2007, cresceu significativamente nos EUA o número de mulheres que têm educação e conta bancária superior às de seus maridos.

Em 1970, as mulheres que ganhavam mais que os maridos eram 4% do total; em 2007, esse número saltou para 22%. Já em relação ao preparo educacional, o percentual passou de 20% para 28%.

Segundo o Pew, trata-se de uma “mudança significativa na instituição do casamento”, numa inversão dos tradicionais papeis na relação. Para um especialista ouvido pelo New York Times, os homens sempre precisaram do casamento para manter o bem-estar mental; agora, precisam também para manter o bem-estar econômico.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.