Miss Universo amou Guantánamo

Marcos Guterman

31 de março de 2009 | 00h17


Dayana mostra suas qualidades geopolíticas

A venezuelana Dayana Mendoza, eleita Miss Universo em 2008 com efusivos cumprimentos do presidente Hugo Chávez, acaba de visitar a base americana de Guantánamo (Cuba) a convite das Forças Armadas americanas, com o objetivo de elevar o moral da tropa.

Em seu blog, Dayana registrou todo o seu encantamento com a base. “Foi uma experiência incrível”, relatou. Ela passeou num barco militar (“muuuuuuuuita diversão”) e conheceu os cães do Exército, aqueles mesmos que foram usados para intimidar prisioneiros. Os animais “demonstraram suas habilidades” para ela.

Dayana conheceu também o local onde estão os presos da “guerra ao terror”. “Visitamos os campos e vimos as celas, onde eles tomam banho, onde eles se divertem com filmes, aulas de arte, livros. Foi muito interessante.”

A Miss Universo elogiou seus anfitriões (“os caras do Exército foram muito legais conosco”) e deu suas impressões finais sobre Guantánamo: “Eu não queria ir embora. É um lugar tão relaxante, tão calmo e bonito.”

Tendências: