Mais testosterona, mais lucro

Marcos Guterman

13 de janeiro de 2009 | 00h46


Operadores na Bolsa de SP: ambiente masculino

Um estudo da Universidade de Cambridge mostra que, na Bolsa de Valores londrina, os operadores do sexo masculino expostos a altos níveis de testosterona quando ainda eram embriões conseguem obter, na média, ganhos até seis vezes maiores do que os que tiveram menos contato com esse hormônio. A testosterona, como se sabe, amplia a autoconfiança e o gosto pelo risco.

Para os estudiosos, isso mostra que talvez, na prática, a economia seja muito menos racional do que o senso comum supõe.

Foto: Clayton de Souza/AE

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.