Lugares para morrer bem

Marcos Guterman

14 Julho 2010 | 20h55

A consultoria Economist Intelligence Unit, braço da revista Economist, divulgou nesta quarta-feira o ranking de seu “Índice de Qualidade de Morte”. O indicador mostra quais países se preocupam mais com a qualidade de vida de quem está para morrer – oferecendo remédios contra dor e bons lugares para passar os últimos dias. O Reino Unido é o líder, entre os 40 pesquisados. O Brasil está na antepenúltima posição, à frente de Uganda e Índia.

O trabalho ressalta que mesmo nos países ricos há pouca preocupação com os chamados “cuidados paliativos”, que não fazem parte do treinamento dos profissionais de saúde nem do sistema de saúde em si. Para os pesquisadores, dado o sofrimento que a morte lenta e dolorosa provoca, promover a “qualidade da morte” deveria ser considerado fundamental para a “qualidade de vida”.

Mais conteúdo sobre:

morte