Lampreia: "Viagem de Amorim beira o ridículo"

Marcos Guterman

12 de janeiro de 2009 | 16h14

Luiz Felipe Lampreia, que foi chanceler no governo de Fernando Henrique Cardoso, desancou o périplo do atual ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, pelo Oriente Médio. Depois de dizer que, no geral, o Itamaraty acertou até agora nas manifestações sobre a guerra em Gaza, Lampreia, em seu blog, disparou:

“(Amorim) deve estar incomodando os líderes políticos da região com seus pedidos de audiência quando eles têm outras prioridades. Nada pode acrescentar aos esforços de paz que a França e o Egito desenvolvem. Deve ser visto com suspeita pelos líderes israelenses pelas posições que assumiu. Seguramente não é considerado pelos americanos como um fator relevante na questão. Enfim, as peripécias do ministro são uma inutilidade que só pode trazer desgaste à diplomacia brasileira e nenhuma contribuição à paz”.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.