José Serra faz escola no Iraque

Marcos Guterman

07 de agosto de 2009 | 00h08


Soldado iraquiano fuma: elo cultural

A duríssima lei paulistana contra o fumo parece ser tendência mundial. Que o digam os iraquianos, cujo governo apresentou projeto de lei para banir o cigarro em locais públicos, tal como em São Paulo.

Inútil dizer que a iniciativa provocou a ira local, já que o cigarro funciona como um elemento cultural – como diz o Washington Post, fuma-se em todos os lugares e em todas as ocasiões: em restaurantes, em casamentos, em funerais, em hospitais e antes de atentados terroristas.

Um comerciante em Bagdá desabafou: “Queremos Saddam de volta. Podia-se fazer tudo nos tempos de Saddam”.

Tendências: