Israel é um bode muito útil

Marcos Guterman

09 Setembro 2011 | 20h31

Os jovens egípcios que derrubaram o ditador Hosni Mubarak concentraram seus esforços nesta sexta-feira para vandalizar a Embaixada de Israel no Cairo. Tratou-se de um protesto contra a morte de dois militares egípcios por forças israelenses que retaliavam palestinos responsáveis por ataque terrorista em Eilat, no mês passado.

No vídeo, que pode ser visto AQUI, é possível acompanhar a ação da turba – aos gritos de Allahu Akbar (Alá é o maior).

Parece que o movimento revolucionário egípcio foi contaminado pelo vírus populista anti-israelense. Quem ganha com isso é o Exército do Egito, que deveria estar fazendo a transição para um regime civil no país, mas, até agora, nada.