Guerra santa contra a internet

Marcos Guterman

02 de maio de 2012 | 10h00

Um grupo de judeus ultra-ortodoxos planeja para o dia 20 de maio, em Nova York, uma grande manifestação contra a internet e seus supostos efeitos maléficos sobre os jovens.

“É bastante sabido que, nos dias atuais, muitos problemas familiares graves foram criados por causa da internet, e algo tem de ser feito para que (os jovens) não sejam prejudicados”, diz o manifesto do grupo.

Como relata a antropóloga Marta Francisca Topel no livro A Ortodoxia Judaica e Seus Descontentes, a internet tornou-se um dos grandes inimigos dos judeus ultra-ortodoxos porque eles consideram a web um poderoso estímulo para que os jovens abandonem a vida religiosa.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: