Friedman sobre Lula e Ahmadinejad: “Vergonhoso”

Marcos Guterman

26 Maio 2010 | 00h24

Thomas Friedman, um dos principais articulistas políticos dos EUA, enfim comentou o apoio dado por Lula e pelo governo turco ao Irã. E ele não deixou dúvida sobre o que viu:

“Turquia e Brasil são ambas nascentes democracias que superaram um histórico de ditadura militar. Por isso, o fato de seus líderes apoiarem um presidente iraniano que usa seu Exército e sua polícia para reprimir e matar democratas iranianos – pessoas que estão buscando a mesma liberdade de expressão e de escolha política que turcos e brasileiros agora desfrutam – é vergonhoso”.

Para Friedman, aqueles que hoje defendem os “direitos” de um regime tirânico como o dos aiatolás iranianos terão de prestar contas à história quando a democracia enfim florescer no Irã.

Mais conteúdo sobre:

Irãpolítica externa brasileira