Ex-mulher ressentida, o novo problema de Chávez

Marcos Guterman

22 de novembro de 2008 | 01h44


Chávez com Marisabel em 1999: os ditadores também amam

A segunda mulher de Hugo Chávez, Marisabel Rodriguez, de quem o presidente venezuelano se separou em 2007, está concorrendo à prefeitura de Barquisimeto, a quarta maior cidade da Venezuela, nas eleições deste domingo. Ela é do Podemos, partido de esquerda que se recusou a aderir ao projeto chavista de partido único. Marisabel tem criado constrangimentos para o ex-marido, quando diz que Chávez só se casou por interesse político, já que ela, loira de olhos azuis, lhe dava uma boa imagem. E declara: “Se ele não é um ditador, parece”.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.