Estava demorando

Marcos Guterman

09 de maio de 2009 | 01h00

O fato de Israel ter registrado algumas suspeitas de gripe suína no país foi o suficiente para que a imprensa árabe e islâmica destilasse o seu tradicional ódio aos judeus, em charges absolutamente ofensivas, alusivas ao porco – que é um animal proibido tanto para os judeus como para os muçulmanos.

Abaixo, exemplos do jornal Al-Watan, de Qatar, recolhidos pela Anti-Defamation League:


“A paz de Netanyahu”, 6 de maio


“A gripe em Israel”, 30 de abril


“O processo de paz”, 29 de abril


“A Organização Mundial da Saúde adverte sobre a epidemia
mundial – a gripe suína”, 27 de abril