Dubai e seus métodos para reconhecer israelenses

Marcos Guterman

01 de março de 2010 | 22h45

O governo de Dubai informou nesta segunda-feira que não permitirá mais a entrada de israelenses no emirado, depois do assassinato de um líder do Hamas, atribuído ao Mossad.

Segundo as autoridades locais, os israelenses não poderão entrar nem mesmo se estiverem portando passaportes de outras nacionalidades. Questionado sobre como eles seriam identificados, o general Dahi Khalfan Tamim explicou que a polícia de Dubai “desenvolveu habilidades” para reconhecer israelenses “pelas características físicas e pelo modo como falam”.

 

(Via Roberto Simon)

Mais conteúdo sobre:

DubaiHamasIsrael