Deus está em alta na China

Marcos Guterman

21 Julho 2010 | 00h05

Pesquisas feitas pelo governo da China mostram que um em cada três chineses se diz religioso, o que é algo impressionante num país oficialmente ateu. A religião que mais avança, aparentemente, é a cristã – de acordo com dados de reportagem da National Public Radio, há cerca de 100 milhões de cristãos na China, contra 70 milhões de filiados ao Partido Comunista.

“Deus está em alta na China”, diz a cristã Yao Hong, de 38 anos, que freqüenta uma das igrejas oficiais do país – totalmente controladas pelo governo. Para Yao, é patriótico ser cristã.

Mais conteúdo sobre:

Chinacristianismo