Crianças leais ao McDonald’s

Marcos Guterman

10 de novembro de 2010 | 00h15

Uma grande pesquisa do Rudd Center for Food Policy & Obesity, da Universidade Yale, mapeou a dedicação midiática e de marketing da indústria do fast food para atingir as crianças. Os resultados são devastadores.

O estudo investigou as 12 principais cadeias de lanchonetes dos EUA e também o cardápio infantil – mais de 3.000 combinações e 2.781 itens. O esforço para atingir as crianças é evidente e crescente, dizem os pesquisadores. “Hoje, crianças de 3 a 5 anos de idade vêem 21% mais anúncios de fast food na TV do que em 2003, e as mais velhas vêem 34% mais”, disse Jennifer Harris, que participou do estudo.

A pesquisa concluiu que, das mais de 3.000 combinações do cardápio infantil, somente 12 respeitam os critérios nutricionais para crianças de 3 a 5 anos. Os adolescentes consomem até 1.100 calorias, em média, numa única refeição de fast food, cerca de metade do recomendado para o dia todo. Também numa única refeição, os jovens consomem metade do sódio recomendado para o dia. Do total de calorias consumidas pelas crianças nesse cardápio, 30% são açúcar e gordura saturada. Além disso, as lanchonetes raramente oferecem de modo claro suas opções mais saudáveis, quando as têm. O McDonald’s e o Burger King, por exemplo, anunciam ter opções saudáveis para crianças, mas servem largamente batatas fritas (86% das vezes) e refrigerantes (55%).

A pesquisa mostra também que 42% das crianças entre 2 e 11 anos de idade pedem para ir ao McDonald’s pelo menos uma vez por semana. Dos pais entrevistados, 84% se lembraram de ter levado seus filhos a um fast food pelo menos uma vez na semana anterior.

Quanto à publicidade, os números são impressionantes: as crianças de 3 a 5 anos de idade assistem quase três anúncios de fast food diariamente; crianças entre 6 e 11 anos, três anúncios e meio; e adolescentes de 12 a 17 anos, quase cinco anúncios por dia.

Os anúncios visam a criar uma relação de lealdade da criança em relação às redes de lanchonetes. Um dos sites do McDonald’s, o Ronald.com, é feito para crianças em idade pré-escolar.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.