Che, garoto-propaganda da Mercedes

Marcos Guterman

12 de janeiro de 2012 | 23h35

A Mercedes Benz usou uma imagem de Che Guevara para ilustrar o lançamento de um aplicativo, chamado “Car Together”, que facilita encontrar carona. “Alguns colegas ainda acham que dividir o carro beira o comunismo”, disse Dieter Zetsche, diretor da Mercedes, em sua animada apresentação em Las Vegas. “Bom, se é assim, viva la revolución!”

Ato contínuo, exilados cubanos iniciaram uma campanha contra a Mercedes. A empresa imediatamente se desculpou, dizendo que não pretendia, ao usar a imagem de Che, “perdoar as ações dessa figura histórica ou a filosofia política que ele defendia”.