Chávez: “Deus é bolivariano”

Marcos Guterman

10 de março de 2010 | 18h28

“Os esquálidos torcem para que não chova. Mas vai chover, vocês vão ver, porque Deus é bolivariano. Deus não pode ser um esquálido. A natureza está conosco.”

 

HUGO CHÁVEZ, presidente da Venezuela, em mais um acesso de messianismo doentio típico dos bolivarianos e seus assemelhados na América Latina. A declaração mal esconde a angústia do país – e de seu governo – diante da crise energética, causada por sua incompetência administrativa disfarçada de “revolução”. Em tempo: “esquálidos” são os opositores do regime ditatorial venezuelano.

Mais conteúdo sobre:

Hugo ChávezVenezuela