Carla Bruni não é para sempre

Marcos Guterman

10 de março de 2010 | 15h56

A primeira-dama da França, a espetacular Carla Bruni, disse numa entrevista que seu casamento com o presidente Nicolas Sarkozy é um “conto de fadas”. Mas, questionada se Sarkozy é “para sempre”, La Bruni pensou muito para responder: “Acho que casamentos deveriam ser para sempre, mas quem sabe o que pode acontecer? Eu queria que fosse para sempre, essa é minha esperança… Mas podemos estar mortos amanhã”.

Como disse o Telegraph, a declaração só alimentou as especulações segundo as quais o casal presidencial francês está se separando – Bruni estaria nos braços de Benjamin Biolay, músico francês seis anos mais novo que ela; e Sarkozy teria buscado o aconchego do colo de Chantal Jouanno, sua ministra do Meio Ambiente e campeã de caratê.

Mais conteúdo sobre:

Carla BruniFrançaNicolas Sarkozy