As vantagens de ser polígamo no Reino Unido

Marcos Guterman

02 de março de 2009 | 00h00

No Reino Unido, poligamia já foi um crime passível de ser punido com a morte. Hoje, os tempos são outros. Embora continue proibido, ter mais de uma mulher é informalmente permitido no país se a poligamia for cultural. É o caso de imigrantes de países islâmicos, como Somália, Bangladesh, Paquistão e Arábia Saudita.

Os polígamos muçulmanos não são apenas tolerados como conseguem pensão do Estado para cada uma de suas mulheres, o que tem intrigado associações de defesa dos contribuintes britânicos, mostra o jornal Daily Mail. “A poligamia não é oficialmente reconhecida aqui, então por que os contribuintes britânicos têm de pagar por benefícios extras para um homem que tem duas, três mulheres a mais?”, pergunta a Taxpayer’s Alliance.

Há quem diga que o governo não ataca o problema por ser “culturalmente sensível”.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.