Ainda Fidel

Marcos Guterman

10 de novembro de 2010 | 18h30

Com o slogan “Há um soldado em cada um de nós”, foi lançada nesta quarta-feira a mais nova versão do videogame Call of Duty. A primeira das “operações clandestinas” dos EUA da qual o jogador é convidado a participar é matar Fidel Castro.

A ditadura cubana, por meio do site Cubadebate, não tardou a ironizar: “O que o governo americano não conseguiu realizar em mais de 50 anos pretende fazer agora de modo virtual”.

Tudo o que sabemos sobre:

Fidel Castro

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.