A torcida é realmente necessária?

Marcos Guterman

29 de setembro de 2010 | 00h51

O Triestina, de vermelho, atrai multidão fake

Para o Triestina, da Segunda Divisão da Itália, a torcida é tão importante que a direção teve uma ideia para encher as arquibancadas de seu estádio, vazias por causa da campanha modesta do time: mandou pintar torcedores em cartazes e os espalhou, para criar a impressão de casa cheia.

“Na TV, parece impressionante”, ironizou o Wall Stret Journal. O presidente do Triestina, Marco Cernaz, foi mais romântico: “Fizemos de tudo para atrair torcedores, mas a verdade é que não conseguimos. Então tentamos criar uma atmosfera, um pouco de teatro”.

Setenta por cento dos rendimentos do Triestina vêm da TV.

Tudo o que sabemos sobre:

futebol

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.