Um dia sem jornais, graças a Berlusconi

Marcos Guterman

08 Julho 2010 | 20h54

Nesta sexta-feira, dia 9, os jornalistas italianos pretendem promover um “blecaute informativo”. A ideia é que nenhum jornal e noticiário de rádio e TV funcione. A greve é um protesto contra um projeto de lei apresentado pelo primeiro-ministro Silvio Berlusconi que dificulta o trabalho de investigação realizado pela Justiça e pela imprensa, em nome da “defesa da privacidade”.

A proposta de Berlusconi exige que grampos telefônicos só possam ser feitos se forem autorizados por três juízes. Além disso, os jornalistas não poderão publicar o conteúdo de conversas gravadas que eventualmente vazem durante as investigações.

Para a imprensa italiana, trata-se de uma iniciativa claramente voltada para proteger o próprio Berlusconi – aquele que, em sua última visita ao Brasil, recebeu seis garotas brasileiras em sua suíte em São Paulo.

Mais conteúdo sobre:

ItaliaSilvio Berlusconi