A pré-história do planejamento familiar

Marcos Guterman

09 de maio de 2009 | 00h58


O “Ritmômetro”: tabelinha ultramoderna. Clique aqui para ampliar

Antes da produção da pílula anticoncepcional, na década de 50, foram inventadas diversas formas de planejamento familiar. Uma das mais criativas, de 1944, era o “Ritmômetro“, uma intrincada tabela para indicar o período mais fértil da mulher. Até os anos 60, o cálculo dos ciclos menstruais (o chamado “método do ritmo”, conhecido no Brasil como “tabelinha”) era a única forma permitida de contracepção nos EUA.