Chanceleres sul-americanos devem se reunir no Chile para discutir situação da Venezuela

Marcelo de Moraes

07 Março 2014 | 15h37

Um dia depois da posse da presidente reeleita do Chile, Michelle Bachelet, deverá acontecer uma reunião dos chanceleres dos países sul-americanos para discutir a crise política que a Venezuela vem enfrentando.
O Brasil tem participado das negociações para a realização do encontro e já ficou acertado que a conversa não envolverá presidentes. Isso foi decidido para não atrapalhar a festa de posse de Bachelet, que teria seu destaque reduzido por conta de uma reunião presidencial sobre a Venezuela.

Nos bastidores, o governo brasileiro vai defender que o presidente venezuelano Nicolás Maduro tente adotar um tom mais conciliador para tentar reduzir a tensão política no País. O Brasil vem sendo cobrado pela oposição venezuelana para se manifestar sobre a crise, mas tem preferido não se manifestar sobre o assunto.