As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Tucanos rechaçam mudança em data de prévia

Julia Duailibi

26 de fevereiro de 2012 | 13h03

Dois dos pré-candidatos tucanos à Prefeitura de São Paulo, o secretário José Aníbal (Energia) e o deputado Ricardo Tripoli, disseram ao governador Geraldo Alckmin (PSDB) hoje que não aceitam a mudança da data da prévia, marcada para 4 de março.

Alckmin chamou os dois para uma conversa no Palácio dos Bandeirantes na manhã de hoje. Falou sobre a entrada do ex-governador José Serra na disputa e os sondou sobre a possibilidade de mudança na data da eleição interna – o grupo serrista quer mais tempo para aglutinar apoios em torno do nome do ex-governador.

Aníbal e Tripoli disseram que topavam a entrada de Serra na corrida, mesmo fora da data de inscrição da prévia – o prazo para inscrição foi no dia 14 de fevereiro. Mas que o ex-governador deveria se submeter ao pleito do próximo domingo e também deveria comparecer ao último debate entre os pré-candidatos, marcado para amanhã à noite.

Alckmin também informou que conversou com os outros dois pré-candidatos, os secretários Bruno Covas (Meio Ambiente) e Andrea Matarazzo (Cultura), e que eles devem anunciar a saída da prévia entre hoje e amanhã. Os dois abriram mão depois que Serra se dispôs a disputar.

Na conversa, Alckmin também falou que, diferentemente de 2004, quando teve que entrar em campo e desmarcar a pré-convenção então agendada para que Serra disputasse a Prefeitura, desta vez não pediria aos pré-candidatos que não concorram.

Estadão antecipou entrada de Serra na disputa

Tudo o que sabemos sobre:

AlckminpréviaSerra

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.