Tucana diz que não votará em Henrique Eduardo
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Tucana diz que não votará em Henrique Eduardo

Julia Duailibi

17 de janeiro de 2013 | 06h00

mara1.JPG

A deputada do PSDB Mara Gabrilli (SP) disse que não seguirá a orientação da liderança do seu partido na Câmara dos Deputados se o candidato do PMDB à Presidência da Casa for Henrique Eduardo Alves (RN) – no ano passado, os tucanos fecharam questão em torno da eleição do peemedebista.

“Defendo o critério da proporcionalidade, mas meu voto não é de Henrique Eduardo. Se o PMDB indicar outro nome, voto no partido”, declarou a parlamentar. “Embora o Henrique Eduardo tenha que se explicar (sobre as denúncias recentes envolvendo emendas parlamentares de sua autoria que beneficiaram a empresa de um assessor), ele perdeu o meu voto ao afirmar que a Câmara está acima do Supremo Tribunal Federal (STF) e que a questão sobre o mandato dos deputados envolvidos no mensalão deve ser decidida em votação secreta”, afirmou Gabrilli.

No começo do mês, o peemedebista disse que, caso eleito presidente da Câmara, não cumprirá a decisão do STF que determinou no ano passado a cassação dos mandatos dos deputados condenados no julgamento do mensalão.

Os tucanos defendem o critério da proporcionalidade, segundo o qual a bancada mais numerosa indica o presidente da Casa – o PT fez um acordo de revezamento com o PMDB, que indicará Henrique Eduardo para o lugar do petista Marco Maia (RS). Os tucanos ficarão com a 1ª secretaria, para a qual será indicado Márcio Bittar (AC).

 

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.