Sem Toffoli, TSE adia mais uma vez julgamento sobre Fundo Partidário
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Sem Toffoli, TSE adia mais uma vez julgamento sobre Fundo Partidário

Julia Duailibi

12 Junho 2012 | 15h55

O Tribunal Superior Eleitoral adiou mais uma vez o julgamento da ação em que o PSD, partido do prefeito Gilberto Kassab, pede que seja revisto o critério de distribuição do Fundo Partidário.

O ministro José Antonio Dias Toffoli, que pediu vista do processo, não comparecerá à sessão da Corte hoje, o que impede que o tema seja votado.

O PSD quer uma decisão ainda neste mês, quando são feitas as convenções partidárias e chanceladas as alianças partidárias, negociadas com base nos minutos de exposição dos partidos na televisão.

A distribuição do Fundo Partidário segue a mesma regra que a do tempo de TV no horário eleitoral a que cada partido tem direito. Depois da votação sobre o fundo, a legenda de Kassab pretende entrar com outra ação para pedir revisão da distribuição dos minutos na propaganda partidária.

A discussão sobre o Fundo Partidário pode entrar na pauta do tribunal na próxima quinta.