As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Marketing no evento do PT

Julia Duailibi

21 de fevereiro de 2013 | 18h54

Com Thais Arbex

Petistas reclamaram ontem da organização do evento organizado em São Paulo em comemoração aos dez anos do partido no governo federal. A estrutura foi toda construída para o marqueteiro João Santana captar imagens para o programa nacional do partido, que vai ao ar em abril. A produção incluía refletores gigantes, telões e das mais de 60 TVs com propaganda do PT espalhadas pelo local. Passou pela supervisão do marqueteiro até o número de pessoas dentro do auditório, num hotel na zona norte paulistana. Resultado: 700 militantes ficaram para fora e começaram um empurra-empurra na porta do local, que incluiu agressão a uma jornalista da Folha de S. Paulo.

Enquanto celebrava com o PT em São Paulo,  o senador Lindbergh Farias (PT-RJ) estrelava as inserções do PT no Rio como apresentador dos programas dirigidos por Santana que começaram a ser exibidos na noite de ontem.

Pré-candidato ao governo do Rio em 2014, ele abriu um largo sorriso quando Lula olhou em sua direção para criticar o discurso de Aécio no Senado.  “Peguei um discurso que um dos nossos possíveis adversários em 2014 fez hoje tentando mostrar os 13 erros do PT. É uma coisa muito interessante porque vai permitir que os nossos senadores sintam prazer em serem senadores para debater com ele”, disse o ex-presidente. Horas antes, Lindbergh havia feito uma intervenção no pronunciamento de Aécio para dizer que o discurso do tucano não era “competitivo para quem é candidato a Presidente da República”.

 

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.