As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Eleição na OAB-SP tem ‘guerra’ por mailings

Julia Duailibi

28 de novembro de 2012 | 13h25

O advogado Anderson Pomini, do escritório Pomini Advogados, que representa Alberto Toron, candidato a presidente da OAB-SP, está neste momento na sede da entidade esperando o oficial de Justiça chegar com a decisão do Tribunal Regional Federal (TRF) que lhe garante acesso ao cadastro com os 250 mil emails de filiados da Ordem.

A Justiça concedeu ontem à chapa encabeçada por Toron o direito de ter acesso aos endereços eletrônicos para fazer campanha eleitoral. A decisão, da desembargadora Consuelo Yoshida, foi uma resposta ao recurso de Pomini, que na 1ª instância só havia conseguido acesso aos telefones e aos endereços, e não aos emails.

“O presidente atual, Marcos da Costa (que busca a reeleição), estava usando o mailing de maneira indiscriminada para fazer propaganda própria e atacar os adversários”, disse Pomini.

A eleição na OAB-SP, que será amanhã, é uma das mais polêmicas nos últimos anos, com troca de acusações e ações na Justiça. Além de Toron e Costa, disputa a presidência Ricardo Sayeg.

 

Tudo o que sabemos sobre:

eleiçãoJustiçaOABSayegToron

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: