As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Duas CPIs, um acordão

Julia Duailibi

25 de abril de 2014 | 05h59

O governo ameaça a oposição com a criação de uma CPMI para investigar o cartel dos trens em São Paulo, numa operação encabeçada pelo líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), e como retaliação à criação da CPI da Petrobras, defendia principalmente pelo PSDB, do presidenciável Aécio Neves.

Se vingar o plano governista, os parlamentares de oposição também vão apelar para a retaliação. Pretendem investigar os contratos firmados pela Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) e pela Empresa de Trens Urbanos (Trensurb) para construção de trens em Belo Horizonte e Porto Alegre, respectivamente. Como a CBTU e a Trensurb são ligadas ao Ministério das Cidades, sobra para o governo federal – quem controla a pasta é o PP.

Em ano de eleição, difícil os dois partidos partirem para o tudo ou nada. Se forem criadas duas CPIs, uma coisa é certa: alguém vai tirar um acordão da cartola.