As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Conversão

Julia Duailibi

20 de agosto de 2012 | 13h26

Com Bruno Boghossian

Ao receber o apoio de cerca de 500 pastores da Assembleia de Deus em Santo Amaro, na zona sul de São Paulo, no último domingo, 19, o católico Celso Russomanno (PRB) teve que ouvir uma provocação do pastor João Galdino, pai do presidente e avô do articulador político do ministério. Ao abençoar Russomanno no púlpito, o líder da igreja tentou pressioná-lo a adotar a religião evangélica.

“Está aqui meu neto pedindo para eu orar por quem? Para você se converter e deixar de ser enrolão?!”, disse, causando risos generalizados entre os pastores que participavam do culto.

Russomanno foi coroinha quando era criança e chegou a coordenar encontros de jovens e de casais na Igreja Católica. Sua candidatura, no entanto, é apoiada por evangélicos da Igreja Universal do Reino de Deus, que integram parte da direção de seu partido, o PRB.

Apesar da piada, o pastor da Assembleia de Deus declarou total apoio a Russomanno. “Vamos dar uma bênção ao nosso prefeito. Se ele fosse eleito com um voto só, seria o meu”, afirmou Galdino.

 

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.