As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Na dureza

Julia Duailibi

07 de agosto de 2012 | 17h31

Enquanto o PT, de Fernando Haddad, o PSDB, de José Serra, o PMDB, de Gabriel Chalita, e o PRB, de Celso Russomanno, levantaram, juntos, R$ 5,2 milhões na corrida pela Prefeitura de São Paulo, os demais partidos que estão na corrida municipal ainda patinam nas receitas.

Apesar disso, Paulinho (PDT) foi o que se saiu melhor. Conseguiu levantar R$ 50 mil em doações de empresas. Soninha (PPS) obteve R$ 23 mil, com recursos de pessoas físicas. O candidato do aerotrem, Levy Fidelix (PRTB), conseguiu R$ 25.474, mas os recursos vieram do partido.

Veja abaixo as receitas declaradas pelos candidatos:

 

Paulinho (PDT) – R$ 50 mil

Levy Fidelix (PRTB) – R$ 25.474

Soninha (PPS) – R$ 23 mil

Miguel Manso Perez (PPL) – R$ 11.962

José Maria Eymael (PSDC) – R$ 5.820

Ana Luiza (PSTU) – R$ 5.484,12

Giannasi (PSOL) – R$ 5.000

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.