As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Alckmin pede ajuda a PT em discussão sobre ICMS

Julia Duailibi

24 de março de 2013 | 20h31

O deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), líder do governo na Câmara, e o senador Walter Pinheiro (PT-BA), reuniram-se no final da tarde de domingo com o governador Geraldo Alckmin (PSDB), no Palácio dos Bandeirantes, para discutir a Medida Provisória 599, que prevê alterações na cobrança do ICMS para acabar com a guerra fiscal, e o projeto que cria novos critérios para divisão dos recursos do Fundo de Participação dos Estados (FPE).

A MP prevê que a União compense perdas dos Estados decorrentes da unificação da alíquota do ICMS cobrado nas operações interestaduais. A equipe econômica paulista estima perdas de R$ 6 bilhões em receitas até 2015 caso seja aprovada a mudança – para o resto do País as perdas seriam de R$ 2 bilhões. Só na arrecadação com o comércio eletrônico a queda seria de R$ 2 bilhões para São Paulo.

Alckmin também teme o impacto nas receitas paulistas do projeto que muda a divisão do FPE. Na conversa, os dois petistas teriam demonstrado abertura para discutir os pontos negativos para o Estado.

 

Mais conteúdo sobre:

AlckminFPEICMSPTunificação