As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A volta dos Tatto

Julia Duailibi

17 de dezembro de 2012 | 18h43

Com Diego Zanchetta

A família Tatto voltou a ganhar força na Prefeitura de São Paulo com a eleição de Fernando Haddad (PT). O deputado federal Jilmar Tatto, líder do PT na Câmara dos Deputados, foi indicado secretário de Transportes do novo governo. Arselino Tatto, outro irmão, será o líder do governo na Câmara Municipal. Ele chegou a ser cotado para a presidir a Casa, mas o posto ficará com o vereador José Américo (PT).

Há ainda mais dois irmãos, o deputado Enio Tatto, que continuará na Assembleia atuando em sintonia com a gestão municipal, e Jair Tatto, que foi eleito para o seu primeiro mandato e engordará a base governista de Haddad na Câmara Municipal, que já é formada por 11 petistas.

A família, que tem sua força eleitoral na zona sul paulistana e pertence à tendência PTLM (Partido dos Trabalhadores de Lutas e de Massas), não tinha tanta influência desde o governo de Marta Suplicy (2001-2004), quando Arselino foi presidente da Câmara e Jilmar secretário de Transportes.

Jilmar chegou a se inscrever para disputar as prévias que escolheriam o candidato do PT à Prefeitura neste ano. Acabou negociando uma composição a favor da candidatura de Haddad.

Em tempo: o líder do PT na Câmara Municipal será o vereador Alfredinho.

 

Tudo o que sabemos sobre:

ArselinoEnioHaddadJilmarPTTattoTransportes

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.