Por Serra, Jarbas disputa governo de PE

Por Serra, Jarbas disputa governo de PE

João Bosco Rabello

09 Fevereiro 2010 | 14h52

Ouvi do senador Jarbas Vasconcellos (PMDB-PE), há pouco, que se lançará candidato ao governo de Pernambuco se essa for a missão reservada a ele pelo PSDB no curso da campanha à Presidência da República.

Foto: Celso Junior/AE

Jarbas: palanque para Serra em Pernambuco. Foto: Celso Junior/AE

Não é o seu desejo: Jarbas acha que poderá ser mais útil ao candidato José Serra como militante e estrategista num futuro comitê de campanha.

Foi o que disse a Serra, em novembro do ano passado, quando ouviu do governador de São Paulo, pela primeira vez, que sua candidatura é estratégica para o êxito eleitoral do PSDB no Nordeste.

Naquela ocasião, o apelo pela sua candidatura estava restrito aos interesses das alianças regionais, o que não lhe motiva.

Num Estado onde já foi tudo – prefeito de Capital, governador reeleito, deputado federal e senador -, sempre com alto índice de aprovação e popularidade, acha que sua candidatura agora só se justifica se vinculada a um projeto político nacional.

Ou seja, no contexto de uma disputa presidencial. Por isso, cederá a um novo apelo de José Serra, se não for possível convencê-lo do contrário.

Peemedebista histórico, Jarbas hoje é o maior crítico do partido, que já classificou de corrupto e de coveiro dos princípios que o nortearam no combate à ditadura militar, sob comando de Ulysses e Tancredo.

Seu nome tem força para alterar substancialmente o quadro eleitoral pró-Dilma em Pernambuco.