PMDB apóia reeleição de Colombo em SC

João Bosco Rabello

27 de abril de 2014 | 15h59

O PMDB de Santa Catarina decidiu mesmo pelo apoio à reeleição do governador Raimundo Colombo (PSD), apesar da ameaça de racha que ainda ronda o partido. O vitorioso foi o  senador Luiz Henrique, que correu o estado em campanha pela reedição da aliança que o elegeu para o senado em 2010 junto com Colombo.

Henrique derrotou a posição do deputado federal Mauro Mariani e do pelo ex-prefeito de Florianópolis Dário Berger,  favoráveis a uma candidatura própria, em convenção neste sábado.  O principal entrave à união com o PSD era a possibilidade de o partido do governador se aliar ao PP da família Amin. Os dois partidos são adversários no plano estadual desde a redemocratização.

Os pepistas negociavam com Colombo a entrada na coligação de olho na vaga ao Senado, cenário ainda possível,  mesmo com a decisão do PMDB, hoje, de apoiar a reeleição de Colombo. O governador prefere esse entre todos os cenários.

A continuidade das negociações depende do desdobramento deste fim de semana. Luiz Henrique ainda gostaria de atrair o PT para a aliança com a vaga ao Senado. Os petistas lançaram a pré-candidatura de Cláudio Vignatti ao governo. Mas, com o argumento de apoiar a reeleição de Dilma Rousseff com um palanque mais forte, tenta convencer os petistas a se unirem a Colombo.