Pesquisa sustenta crítica de Dilma ao MST

João Bosco Rabello

25 de abril de 2010 | 12h00

Por trás da crítica da candidata Dilma Rousseff ao MST,  há pesquisas mostrando que parcela expressiva da população rejeita as invasões de terras.

Uma dessas pesquisas, encomendada ao Ibope pela Confederação Nacional da Agricultura (CNA), indica que mais de 70% defendem a reforma agrária; 78% são contra as invasões; e 56% consideram que as invasões inviabilizam a reforma agrária.

“Não é, portanto, uma profissão de fé na Lei, mas uma declaração técnica”,  diz a presidente da CNA, senadora Kátia Abreu (TO).

“De qualquer forma, que seja bem vinda ao clube da legalidade, ainda que tenha levado oito anos para se associar”, ironiza.

Tudo o que sabemos sobre:

CNADilma RousseffKátia AbreuMSTPesquisas

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.