Indio da Costa pede licença não remunerada da Câmara para se dedicar só à campanha de Serra

João Bosco Rabello

07 Julho 2010 | 18h24

Da repórter Andrea Jubé Vianna (AE) para o blog 

 O candidato a vice-presidente na chapa de José Serra (PSDB), deputado Índio da Costa (DEM-RJ), anunciou há pouco no Twitter que pediu licença de seu mandato na Câmara para se dedicar integralmente à campanha.

 “Pedi licença da Câmara. Estou indo para o Rio. Até 3/10 sou 100% campanha!”, escreveu. O regimento interno da Câmara permite que os parlamentares se licenciem por um período máximo de 120 dias por ano, sem receber salários.

 Uma das missões delegadas a Índio será articular a campanha na internet. Usuário do Twitter, ele tem mais de 40 mil seguidores na rede de microblogs – um quinto de Serra, que tem mais de 200 mil.

 Caberá a Índio, ainda, atrair os votos do eleitorado jovem (ele foi presidente da Juventude do DEM). Ele terá, ainda, de comandar a campanha no Rio de Janeiro, segundo maior colégio eleitoral, onde o PSDB é inexpressivo. E exercer suas funções de candidato a vice, acompanhando a agenda de Serra em determinados eventos.